Passar para o Conteúdo Principal
siga-nos

Assina la Carta, Pertual

Imgp0666 704x318 1 980 2500
17 Junho 2015

Miranda do Douro cada vez mais indignada por Portugal ainda não ter assinado a carta Europeia das Línguas Regionais e Minoritárias.

O Município de Miranda do Douro afirma que Portugal não pode continuar a assobiar para o lado e a ignorar a existência da Carta Europeia da Línguas Regionais e Minoritárias.

A Carta é um documento do Conselho da Europa, datado de 1992, que preconiza diversas medidas de defesa e promoção das línguas regionais e minoritárias, as quais deverão ser adotadas pelos Estados signatários em defesa das línguas minoritárias existentes no seu território.

Dos estados da Europa ocidental, somente Portugal, a Irlanda e a Grécia, ainda não assinaram a Carta, facto que nos envergonha e nos coloca, também neste contexto, na cauda da Europa.

Apesar dos vários apelos e reivindicações do Município de Miranda do Douro junto dos responsáveis governamentais feitas ao longo do tempo, Portugal continua renitente a concretizar a assinatura e ratificação da Carta Europeia das Línguas Regionais e Minoritárias, numa altura em que chegam ecos de que a própria França se prepara para alterar a sua Constituição de forma a poder concretizar a ratificação da Carta.

Em Portugal, a única língua regional e monoritária reconhecida pelo estado é a língua mirandesa, variante da família das línguas asturleonesas faladas no antigo reino de Leon, falada no concelho de Miranda do Douro, em três aldeias do concelho vizinho de Vimioso e nas comunidades mirandesas espalhadas pelo mundo.

Partilhar