Passar para o Conteúdo Principal
siga-nos

“Corrupção” supera “xurdir” e “selfie” como palavra do ano

21 Janeiro 2015

05-01-2015| JORNAL DE NOTÍCIAS

A palavra “corrupção” foi eleita Palavra do Ano, na sexta edição do desafio da Porto Editora. Segundo o grupo editorial nortenho, participaram na votação mais de 22 mil portugueses.

“Corrupção: uso de meios ilícitos para obter algo de alguém”. Foi esta a palavra escolhida pelos portugueses, numa votação que terminou a 31 de dezembro, para Palavra do Ano 2014.

A concurso, estavam dez palavras: “banco”, “basqueiro”, “cibervadiagem”, “corrupção”, “ébola”, “gamificação”, “jiadismo”, “legionela”, “selfie” e “xurdir”. O grupo editorial revelou, esta segunda-feira, que a segunda palavra mais votada pelos portugueses foi “xurdir”, um regionalismo que significa “lutar pela vida” ou “fazer pela vida”, e a terceira foi “selfie”, um estrangeirismo adotado pela língua portuguesa e que significa “autorretrato”, o ato de tirar uma fotografia a si próprio.

“Os vários casos de suspeita de corrupção que foram sendo conhecidos ao longo do ano passado, e a consequente atenção dada pelos ‘media’ que alimentou debates e conversas, terão influenciado a escolha feita pelos portugueses”, justifica a editora.

O ano ficou ainda marcado pela detenção do ex-primeiro-ministro José Sócrates, por suspeita de corrupção, branqueamento de capitais e fraude fiscal qualificada.

Segundo a votação da “palavra do ano”, feita pela Internet na páginaInfopedia, “corrupção” somou 25% dos votos.

A Porto Editora realiza esta votação desde 2009, ano em que foi eleita a palavra “esmiuçar”.

A esta juntam-se, em anos seguintes, as palavras “vuvuzela” (2010), “austeridade” (2011), “entroikado” (2012) e “bombeiro” (2013).

Partilhar