Passar para o Conteúdo Principal

Miranda do Douro: Projeto “arrojado” para recuperar Sé prestes a arrancar

13 Janeiro 2014
A Direção Regional de Cultura do Norte (DRCN) anunciou que a requalificação da Sé de Miranda do Douro e do antigo Paço Episcopal arranca “a curtíssimo prazo”, num projeto arquitetónico “arrojado” e que ronda um milhão de euros.

“A curtíssimo prazo, serão lançadas obras de intervenção na cobertura da Sé, orçadas em 150 mil euros, e que visam minimizar deficiências existentes para depois todo o trabalho se desenvolver em contínuo até 2015″, explicou o responsável pela DRCN, António Ponte.

Uma das novidades do projeto passa por mudar a face da degradada Sé de Miranda do Douro (1552) e do Paço Episcopal nos próximos dois anos.

Será criado um moderno centro interpretativo nas ruínas do antigo Paço Episcopal, numa intervenção a efetuar sem “esquecer” os traços arquitetónicos do passado.

Será igualmente restaurando “algum” património religioso que se encontra na Sé de Miranda do Douro.

As obras serão coordenadas pela DRCN, apoiadas pela autarquia de Miranda do Douro e diocese de Bragança-Miranda.

O presidente da Câmara de Miranda do Douro, Artur Nunes, disse que os monumentos foram votados ao “esquecimento” durante vários anos e que há agora a possibilidade de os ligar e de criar uma nova forma de cativar os turistas que visitam a cidade.

“No que respeita ao futuro interpretativo, o projeto contempla a recuperação de um imóvel que estava abandonado, situado em pleno centro histórico, o qual vai assumir novas funções” concluiu o autarca.

Artur Nunes referiu que a cidade de Miranda do Douro é visitada anualmente por cerca de 120 mil de turistas, que passam “obrigatoriamente” pelo centro histórico, onde a Sé assume um papel de destaque.

http://www.rba.pt/noticias/noticia/4029

Partilhar