Passar para o Conteúdo Principal
siga-nos

SETE SENHORAS E SETE IRMÃS

06 Setembro 2016

As sete Senhoras

Mas, quais são, afinal, as Sete Senhoras, tão veneradas pelas gerações passadas e não menos pelas actuais?
São as seguintes:
 A Senhora da Assunção em Vilas-Boas, concelho de Vila-Flor. Fica num lugar paradisíaco. É talvez a maior romaria transmontana, que atrai milhares e milhares de peregrinos, no dia, 15 de Agosto de cada ano. É famoso o seu enorme andor, levado aos ombros de muitos homens e adornado de figuras vivas.
 A Senhora do Amparo, junto de Mirandela. Ali acorrem todos os anos muitíssimos romeiros de vários pontos do país. Tem um Santuário maravilhoso, que é o orgulho da Princesa do Tua. É famoso o fogo aquático, queimado sobre o rio daquele nome.
 A Senhora da Serra, próxima de Bragança. Fica no cume da serra, a grande altitude, o que torna o recinto bastante frio. Ali se realizam anualmente novenas em honra da Senhora, por altura da festa, em Setembro, havendo muitas pessoas que alugam quartos, construídos para esse efeito, a fim de passarem lá os dias da novena.
 A Senhora do Aviso, no Monte da Bouça, próximo de Sarapicos. É muito invocada em toda a região bragançana e não só. Segundo reza a lenda, a Virgem teria aparecido a uma pastorinha e ter-lhe-ia dito que, a quem fosse seu devoto, avisá-lo-ia três dias antes da morte.
 A Senhora do Naso, em plena região mirandesa, próxima da aldeia com o mesmo nome. Muito querida e venerada por todo o povo do Planalto. Todos os anos, em Agosto, ali se realizam grandes festividades, onde ocorrem muitos forasteiros, principalmente emigrantes. Do Santuário avista-se um panorama maravilhoso que abarca terras portuguesas e espanholas. Contam-se também lindas lendas e muitos milagres da Senhora do Nazo.
 A Senhora da Luz, na linha da raia, entre Espanha e Portugal, próximo da aldeia de Constantim. Ali se realizam, no mês de Abril, as festas em honra da Senhora e também uma feira internacional muito concorrida por gente dos dois países. Já antes da abertura das fronteiras havia licença de comprar e vender alguns produtos, oriundos dos dois países.
 A Senhora da Assunção, na Serra da Castanheira, próximo da aldeia do mesmo nome, no concelho de Mogadouro. É festejada no domingo da Assunção, em fins de Maio ou princípio de Junho. Dali se desfruta um vastíssimo e deslumbrante panorama que abrange todo o distrito de Bragança e grande parte de Espanha. Embora os festejos não sejam muito ruidosos, a Senhora é muito invocada e venerada, não só pelos naturais da aldeia, mas também pelas gentes das povoações circunvizinhas.
Como todos estes Santuários se encontram a grandes altitudes avistam-se uns dos outros e daí a razão de o povo dizer que as senhoras são irmãs, vêem-se todas as manhãs e falam umas com as outras.

Texto de CasimiroOliveira

Lenda das sete irmãs

Lenda das Sete Irmãs, ou em Mirandês, Las Sîete Armanas:
Corre voz em todo o distrito de Bragança e em algumas terras fronteiriças espanholas que os sete santuários marianos mais altos do distrito são habitação das Sete Senhoras irmãs.
A lenda diz que os santuários avistam-se todos uns dos outros, assim o povo diz que as Senhoras se vêem umas às outras, e que se falam todas as manhãs. Chamam-lhes as Sete Irmãs. Uma, pertence ao concelho de Bragança, Senhora da Serra (Serra de Nogueira); duas pertencem ao concelho de Miranda do Douro: a Senhora da Luz (Constantim), e a Senhora do Naso, uma ao concelho de Vinhais, Senhora da Saúde de Vale de Janeiro; uma ao concelho de Vila Flor, Senhora da Assunção (Vilas Boas); uma no concelho de Alfândega da Fé, Senhora das Neves.
A sétima irmã encontra-se em Prenha, Espanha, província de Salamanca, em frente a Peredo de Bemposta. É a Birge del Castielho.
O povo refere que foi encontrada por espanhóis ou mouros nas arribas do Douro, dentro de um seixo, que a levaram para a povoação e a colocaram virada para Espanha. A lenda diz ainda que cada vez que a viravam para Espanha, a Virgem se voltava para Portugal.

Pe. Dr. António Mourinho
http://www.jornalnordeste.com/tio-joao/sete-senhoras-e-sete-irmas

em «Nossa Alma I Nossa Tierra – Las Sîete Armanas»

Partilhar