Passar para o Conteúdo Principal
Siga-nos

Medida “Resiliência dos territórios face ao risco”, inserida na iniciativa de financiamento REACT-EU, prevê a atribuição de uma verba de 1.845.000€ para o Concelho de Miranda do Douro

React 1 980 2500
2021/08/16
Foi apresentada no passado dia 11 de agosto, a medida “Resiliência dos territórios face ao risco”, inserida na iniciativa de financiamento REACT-EU e que prevê a atribuição de uma verba de 1.845.000€ para o Concelho de Miranda do Douro, com os projetos: 
  • REACT Resiliência | Projeto: 8.000 habitantes - 8.000 árvores, reflorestar o concelho em áreas ardidas ou baldios - Miranda do Douro
  • REACT Resiliência | Construção do Pulmão da cidade de Miranda do Douro, florestar e criação de um bosque no parque do rio fresno

Projeto 8.000 Habitantes, 8.000 Árvores, reflorestar o concelho em áreas ardidas ou baldios
O Município de Miranda do Douro pretende arborizar o Concelho com cerca de 8000 árvores, em áreas ardidas ou baldios.
O projeto consistirá na elaboração e implementação de um projeto florestal de arborização e plano de gestão para um conjunto de áreas integradas em todas as freguesias do Concelho. A boa gestão florestal é essencial para assegurar benefícios para o ambiente e comunidade, pelo que deverão ser seguidos os modelos silvícolas adaptados, e assentes numa visão de uso múltiplo da floresta.
A área geográfica de implementação do projeto localiza-se nas freguesias de Duas Igrejas, Genísio, Malhadas, Miranda do Douro, Palaçoulo, Picote, Póvoa, São Martinho de Angueira, UF de Constantim e Cicouro, UF de Ifanes e Paradela, UF de Sendim e Atenor, UF de Silva e Águas Vivas e Vila Chã da Braciosa.
Os principais objetivos passam por promover a florestação de áreas ardidas ou baldios, essencialmente ocupados por matos, com recurso a espécies autóctones adaptadas às condições edafoclimáticas do território, potenciando assim os ecossistemas e garantindo a existência e conservação de corredores ecológicos, bem como promover os benefícios do povoamento, quer ao nível da produção, quer ao nível da proteção, conservação da biodiversidade e paisagístico. Realça-se o impacto que o povoamento irá ter no médio/longo prazo, na proteção, com a redução da erosão do solo na área de plantação.
Pretende-se também contribuir para:
  • a melhoria da biodiversidade em massas florestais e sistemas agrosilvopastoris;
  • a melhoria da disponibilidade trófica em zonas florestais;
  • a gestão, recuperação e conservação de povoamentos florestais de espécies autóctones.
O valor de investimento previsto para a concretização das intervenções propostas é de 615 000,00€ (seiscentos e quinze mil euros).

Construção do Pulmão da cidade de Miranda do Douro, florestar e criação de um bosque no parque do rio fresno
Este projeto reúne a apresentação de uma proposta de intervenção para a reabilitação, restauro e valorização do Parque Urbano do Rio Fresno, visto tratar-se, de uma área natural e inserida nas margens do Rio Fresno, e bem no coração da área urbana.
Tem como objetivo primordial criar um eixo verde contínuo e melhorar a qualidade de vida dos habitantes de Miranda do Douro, conciliando as vertentes do lazer, educação ambiental do enquadramento paisagístico, e tendo também em consideração o princípio da sustentabilidade socioeconómica, cultural e ambiental.
O presente projeto constitui um valioso instrumento de gestão e valorização do território, na medida em que:
  • está associado à promoção dos recursos endógenos, potenciadores do turismo;
  • permite fomentar o conforto bioclimático, acústico e visual ao nível da requalificação e enquadramento paisagístico numa perspetiva de estrutura ecológica, estando interligado com um corredor ripícola;
  • garante a componente educativa e informativa da arquitetura do espaço, bem como das atividades desenvolvidas no mesmo.
A proposta pretende então definir uma estratégia de gestão e requalificação do enquadramento paisagístico, promovendo e potenciando a aproximação das pessoas ao meio ambiente. Pretende-se conceber um espaço purificado e de culto, assente na base da sustentabilidade e suportado por serviços de elevada atratividade, impulsionador da atividade física e valorizando a saúde e com capacidade pedagógica.
O valor de investimento previsto para a concretização das intervenções propostas é de 1.230.000,00€ (um milhão, duzentos e trinta mil euros).

Partilhar