Passar para o Conteúdo Principal
Siga-nos

Famidouro de regresso a Miranda do Douro entre sexta-feira e 21 de agosto

295682206 106310692175127 8673912553455418443 n 1 980 2500
2022/08/09
Miranda do Douro, Bragança, 09 ago 2022 (Lusa) – A Famidouro, Feira da Multiatividades de Miranda do Douro, está de regresso após as restrições da covid-19, entre sexta-feira e 21 de agosto e conta com 52 expositores, muita música e danças mirandesas, foi hoje divulgado.
“Este ano vamos contar com a participação de 52 expositores de vários ramos de atividade, contudo o destaque vai para dois setores importantes para a economia do concelho: a tanoaria e as cutelarias. A cultura mirandesa também será um ponto alto do certame”, explicou à Lusa o presidente da Associação Comercial e Industrial de Miranda do Douro (ACIMD), Bruno Gomes.
Nesta iniciativa, promovida pela ACIMD, e que vai já na sua XXIV edição, haverá algumas novidades como uma prova de vinhos e demonstrações gastronomia, onde predominam as raças autóctones do Planalto Mirandês como a carne de bovino de raça mirandesa ou os ovinos de raça churra mirandesa.
A etnografia do Planalto Mirandês tem um lugar de destaque com as danças dos pauliteiros, as arruadas ao som das gaitas-de-foles e o uso em muitas ocasiões do mirandês, que é a segunda língua oficial em Portugal.
“As danças dos pauliteiros de Miranda e música da gaita-de-foles e ainda presença da banda filarmónica de Miranda do Douro terão a seu cargo a animação da Famidouro”, disse Bruno Gomes.
O visitante poderá apreciar objetos trabalhados em madeiras nobres da região trasmontana, como bucho, carvalho, castanheiro ou freixo, ou adquirir tradicionais peças de cutelaria, canivetes de bolso tradicionais feitos à mão.
Com estes ingredientes, a organização antevê um certame com muita participação o que vai ajudar a dinamizar a economia do uma cidade “que muito sofreu economicamente com os efeitos da pandemia”.
“Estamos a ver a dificuldades que se estão a sentir no mercado devido à pandemia e à inflação e tudo que afeta a economia local neste tempos difíceis, e por isso fizemos uma aposta séria na Famidouro”, vincou o presidente da ACIMD.
Em paralelo à Famidouro, decorrem as festas da cidade de Miranda do Douro, que este ano tem como cabeça de cartaz António Zambujo.
FYP//LIL
Lusa/fim

Partilhar