Passar para o Conteúdo Principal
siga-nos

Abrigos

Os abrigos sob a rocha caracterizam-se por serem cavidades naturais, com pouca profundidade e de abertura ampla. O solo é mais ou menos plano. Estes locais acham-se protegidos pelas intempéries. São, sobretudo, procurados pelo Homem Pré-Histórico, onde estabelece o seu acampamento. A par destes abrigos, é possível encontrar as grutas naturais e artificiais.

  • Abrigo das Aguçadeiras

    Abrigo da aguçadeiraO abrigo das Aguçadeiras, localizado a Norte da aldeia de Atenor, é atribuído à Idade do Bronze. Este caracteriza-se por três afloramentos de xistocom gravuras realizadas pela técnica de abrasão. O afloramento maior encontra-se junto à ribeira e apresenta 19 painéis, com traços curtos e profundos, paralelos entre si, e raramente, intersectados por outros, diagonais ou perpendiculares. O segundo afloramento, acha-se a 5 m para Este do primeiro, e verificam-se 4 painéis com a mesma tipologia. A cerca de 20 m a Nordeste, da primeira, acha-se a terceira fraga, que exibe alguns riscos. Na margem oposta da ribeira, é possível aferir mais petróglifos, usando a técnica da picotagem, 2 covinhas, um traço e cruciformes.

     

    MARCOS, Domingos dos Santos, Catálogo dos monumentos e sítios arqueológicos do Planalto Mirandês (PréHistória). In Brigantia. Bragança. 13:34, 1993, pp. 193-233.
    MARCOS, Domingos dos Santos, Descoberta de gravuras rupestres em Atenor. Miranda do Douro. In Arqueologia. Porto. 9, 1984, pp. 139-140.
    SANCHES, Maria de Jesus, Pré-História recente no Planalto Mirandês (Leste de TrásosMontes). In Monografias Arqueológicas. Porto: Grupo de Estudos Arqueológicos do Porto, (Monografias Arqueológicas, 3), 1992, p. 170.
    VAZ, Ernesto Albino, Miranda do Douro - Guia do Concelho. Câmara Municipal de Miranda do Douro. Miranda do Douro, 2009
  • Abrigo das Fragas da Lapa

    fraga das lapasO Abrigo das Fragas da Lapa localiza-se no termo de aldeia de Atenor. Apresenta seis painéis no afloramento de xisto, voltadas a poente. A técnica empregue é a picotagem. Os motivos variam entre figuras subrectangulares, antropomorfos esquemáticos fálicos, linhas ondeantes, espirais desenroladas e ligadas entre si, cruciformes. Na escavação do abrigo, detetaram-se estruturas de habitat, e um "tumulus" sob uma plataforma de inclinação contrária à do terreno, em cuja periferia as suas terras são travadas por lajes de tamanho médio. Desta estrutura, cuja função ainda se desconhece tendo sido uma parte alvo de violação, recolheram-se percutores em quartzo e cerâmica manual lisa.

     
     
    MARCOS, D. S., Descoberta de gravuras rupestres em Atenor, Miranda do Douro, in Arqueologia, n.º 9, 1984.
    SANCHES, M. de J., Distrito de Bragança – Miranda do Douro: Abrigo das Fragas da Lapa, in Informação Arqueológica, n.º 7, 1986, pp. 22-23.
    SANCHES, M. de J., O abrigo gravado das Fragas da lapa, in Arqueologia do vale do Douro (I Congresso Internacional do Rio Douro), 1998, p. 105.
    SANCHES, M. de J., O abrigo com gravuras esquemáticas das Fragas da Lapa (Atenor, Miranda do Douro), in Portugália, v. 6-7, 1985-1986, pp. 7-20.
    GRANDRA, M. J.: Abrigos com arte rupestre em Portugal. Subsídio para o seu roteiro. http://www.cesdies.net/historia-e-geografia-mitica/fsp/Abrigos%20Rupestres%20em%20Portugal.pdf
    VAZ, Ernesto Albino, Miranda do Douro - Guia do Concelho. Câmara Municipal de Miranda do Douro. Miranda do Douro, 2009.
  • Abrigo da Solhapa, Duas Igrejas

    O abrigo da Solhapa localiza-se a cerca de 2 km da aldeia de Duas Igrejas. Apresenta cinco painéis com insculturas geométricas e covinhas isoladas, agrupadas em conjuntos de duas ou três ou ligadas entre si por sulcos ( picotagem).

     

    ALVES, F. M., Memórias arqueológicas-históricas do distrito de Bragança: arqueologia, etnografia e arte. Porto, 1934.
    BERNARDO, Hermínio Augusto, Para a carta arqueológica do concelho de Miranda do Douro, 2000.
    GRANDRA, M. J.: Abrigos com arte rupestre em Portugal. Subsídio para o seu roteiro. http://www.cesdies.net/historia-e-geografia-mitica/fsp/Abrigos%20Rupestres%20em%20Portugal.pdf
    LEBRE, Anabela Gomes e SANCHES, Maria de Jesus, O abrigo gravado com arte esquemática da Solhapa (Duas Igrejas Miranda do Douro). In Trabalhos de Antropologia e Etnologia. Porto. 26, 1987, pp. 139-152.
    MOURINHO, António Maria, O abrigo rupestre da "Solhapa" em Duas Igrejas, Miranda do Douro. In O Arqueólogo Português. Lisboa. 3ª série: 6, 1972, pp. 327-331.
    MARCOS, Domingos dos Santos, Catálogo dos monumentos e sítios arqueológicos do Planalto Mirandês (PréHistória). In Brigantia. Bragança. 13:34, 1993, pp. 193-233.
    SANCHES, Maria de Jesus, Pré-História recente no Planalto Mirandês (Leste de TrásosMontes). In Monografias Arqueológicas. Porto: Grupo de Estudos Arqueológicos do Porto, (Monografias Arqueológicas, 3), 1992, p. 170.
    SANTOS JÚNIOR, Joaquim Rodrigues dos, As gravuras rupestres do Outeiro Machado (Val d'Anta Chaves). In Trabalhos de Antropologia e Etnologia. Porto. 23:23, 1978, pp. 207-234.
    RODRIGUES SANTANA, M. O., Correspondência de António Maria Mourinho e Joaquim Rodrigues dos Santos Júnior (1994-1990). Miranda do Douro, 2012.
    VAZ, Ernesto Albino, Miranda do Douro - Guia do Concelho. Câmara Municipal de Miranda do Douro. Miranda do Douro, 2009
  • Abrigo do Vale de Espinheiros

    O abrigo de Vale de Espinheiros situa-se em Atenor e é constituído por sete abrigos, afloramentos de xisto grauváquico localizados na margem direita da Ribeira das Veigas. Cinco dos abrigos apresentam gravuras esquemáticas: grupos de covinhas, alinhamentos de covinhas, sinais rectilíneos ou riscos, linhas sinuosas. Num dos abrigos, é identificado um antropomorfo picotado.

     

    MARCOS, Domingos dos Santos, Catálogo dos monumentos e sítios arqueológicos do Planalto Mirandês (PréHistória). In Brigantia. Bragança. 13:34, 1993, pp. 193-233.
    MARCOS, D. S., Descoberta de gravuras rupestres em Atenor, Miranda do Douro, in Arqueologia, n.º 9, 1984.
    SANCHES, M. de J., O abrigo com gravuras esquemáticas das Fragas da Lapa (Atenor, Miranda do Douro), in Portugália, v. 6-7, 1985-1986, pp. 7-20.
  • Abrigo do Vale de Palheiros

    O abrigo do vale de Palheiros situa-se na aldeia de Atenor e é composto por dois afloramentos de xisto, localizados em cada uma das margens da Ribeira das Veigas. Apresentam conjuntos de traços filiformes, realizados pela técnica de abrasão.

     

    MARCOS, Domingos dos Santos, Catálogo dos monumentos e sítios arqueológicos do Planalto Mirandês (PréHistória). In Brigantia. Bragança. 13:34, 1993, pp. 193-233.
    MARCOS, D. S., Descoberta de gravuras rupestres em Atenor, Miranda do Douro, in Arqueologia, n.º 9, 1984.
  • Santuário Açude de Carvão – Palaçoulo

    Abrigo, com vários painéis onde são identificados vários traços verticais e oblíquos. São atribuídas algumas funcionalidades a estas gravuras, ainda em debate científico: sistema de escrita, sistema de contagem ou simplesmente meio de afiação de utensílios metálicos.

     

    REY, Luis Benito del; BERNARDO, Hermínio Augusto e RODIRGUEZ, Marciano Sanchez, Santuários Rupestres Pré-Históricos em Miranda do Douro, Zamora e Salamanca. Câmara Municipal de Miranda do Douro. Tipalto - Tipografia do Planalto, 2004.
  • Santuário do Abrigo de Barroco Pardo – Palaçoulo

    O abrigo de Barroco Pardo localiza-se a escassos metros do riacho da Ribeirica.

    Apresenta a forma de uma gruta natural, de pouca profundidade, com vários painéis onde são identificados vários traços verticais e oblíquos e algumas covinhas. São atribuídas algumas funcionalidades a estas gravuras, ainda em debate científico: sistema de escrita, sistema de contagem ou simplesmente meio de afiação de utensílios metálicos.

    • DSC_0101
    • DSC_0102
    • DSC_0104
    REY, Luis Benito del; BERNARDO, Hermínio Augusto e RODIRGUEZ, Marciano Sanchez, Santuários Rupestres Pré-Históricos em Miranda do Douro, Zamora e Salamanca. Câmara Municipal de Miranda do Douro. Tipalto - Tipografia do Planalto, 2004.
    GRANDRA, M. J.: Abrigos com arte rupestre em Portugal. Subsídio para o seu roteiro. http://www.cesdies.net/historia-e-geografia-mitica/fsp/Abrigos%20Rupestres%20em%20Portugal.pdf
    VAZ, Ernesto Albino, Miranda do Douro - Guia do Concelho. Câmara Municipal de Miranda do Douro. Miranda do Douro, 2009
  • Santuário do "Abrigo do Passadeiro", Palaçoulo

    O "Abrigo do Passadeiro" localiza-se num apertado vale, onde passa a Ribeirica (pequeno curso de água), pequeno abrigo aberto numa rocha de xisto, com pouca profundidade e donde sobressai uma pala. O abrigo orienta-se a Este.

    As incabrigo do passadeiroisões alongadas e finas, maioritariamente em sentido vertical, foram realizadas com um utensílio de pedra, provavelmente um buril.

    São atribuídas algumas funcionalidades a estas gravuras, ainda em debate científico: sistema de escrita, sistema de contagem ou simplesmente meio de afiação de utensílios metálicos.

    Neste local, foi registado há cerca de 4 anos, mais uma gravura, um cervídeo macho de estilo subnaturalista.

     

    DSC_0169 DSC_0172 DSC_0176 DSC_0177 DSC_0178 DSC_0179 DSC_0180

     

     

    REY, Luis Benito del; BERNARDO, Hermínio Augusto e RODIRGUEZ, Marciano Sanchez, Santuários Rupestres Pré-Históricos em Miranda do Douro, Zamora e Salamanca. Câmara Municipal de Miranda do Douro. Tipalto - Tipografia do Planalto, 2004.
    GRANDRA, M. J.: Abrigos com arte rupestre em Portugal. Subsídio para o seu roteiro. http://www.cesdies.net/historia-e-geografia-mitica/fsp/Abrigos%20Rupestres%20em%20Portugal.pdf
    SANCHES, M. de J. e TEIXEIRA, J. C., O Abrigo do Passadeiro, Palaçoulo (Miranda do Douro). Um caso de estudo de gravuras rupestres dos inícios do Holocénico no Nordeste de Portugal. In Portugália, Nova Série, vol. 35, Porto, DCTP-FLUP, 2014, pp.61-75.VAZ, Ernesto Albino, Miranda do Douro - Guia do Concelho. Câmara Municipal de Miranda do Douro. Miranda do Douro, 2009

Partilhar