Passar para o Conteúdo Principal
siga-nos

Aqueduto do Vilarinho

Aqueduto com cerca de 500 m desde a mãe d’água, localizada no termo de Vale de Mira até ao chafariz junto da ponte dos Canos (Fonte dos Canos). A maior parte desta estrutura encontrava-se enterrada, cerca de 500 m antes da ponte formada pelos arcos e depois destes, cerca de 500 a 600 metros, até chegar aos chafarizes. A parte de maior relevo é constituída por seis arcos de meio ponto, de dimensões variadas, quer em largura quer em altura. As aduelas são em cantaria e os estribos foram construídos de alvenaria e cal.
Em 1545, a população de Miranda do Douro cresceu bastante, originando maiores necessidades de abastecimento de água. Deste modo, foi assinado um contrato, em fevereiro de 1587, para a construção de um aqueduto para abastecimento da povoação. A sua desativação ocorreu no século XIX.

Miranda do Douro põe aqueduto no mapa, in Expresso, 04 Março 2006.

Miranda do Douro põe aqueduto no mapa, in Expresso, 04 Março 2006.
MOURINHO, António Rodrigues, Abastecimento de água a Miranda do Douro desde o Século XVI aos nossos dias. O Aqueduto do Vilarinho.
NOÉ, Paula,O aqueduto do Vilarinho. Área de Recursos Electrónicos, Pesquisa de Património Arquitectónico. Forte de Sacavém. (Consult. 10 Jun. 2016) Disponível em: DGMN (http://www.monumentos.gov.pt/site/app_pagesuser/SIPA.aspx?id=24171)
VAZ, Ernesto, (2008): A morfologia da cidade. A evolução urbana de Miranda do Douro no espaço e no tempo. Centro de Estudos António Maria Mourinho. Tipalto-Palaçoulo. Miranda do Douro.
VAZ, Ernesto Albino, Miranda do Douro - Guia do Concelho. Câmara Municipal de Miranda do Douro. Miranda do Douro, 2009.

aqueduto d vilarinho 2 aqueduto do vilarinho

Partilhar